Pedro Silva

Preciso falar sobre essa saudade

Minha mente insiste em ficar me assombrando com todas as coisas que eu nunca tinha reparado, mas que são quase todas feitas de você. Como uma música boba qualquer, os filmes dramáticos que você ama ou até aquele jogo bobo que você insistia em jogar e não satisfeita, ficava animada em me ensinar e dizer que eu era tão bom quanto um profissional (eu sei que eu era horrível), aquela comida estranha que aparentemente só você gosta e várias outras coisas aleatórias que pensava ser coisas que só você faria.

Imagino que isso seja um complô, é como se fosse um mundo novo onde todas as pessoas resolveram tirar pedacinhos de você e usar como um lembrete irritante feito pra mim, avisando que eu não teria mais nada disso de novo. Ando pelas ruas sentindo o seu cheiro doce em todas as pessoas, até aquela vovó da esquina que usa pijamas e que eu nunca tinha reparado no cheiro dela e muito menos no pijama, mas por ter o mesmo cheiro que o seu, passou a se tornar a minha vovó favorita (ou não, depende do dia). É uma mistura muito intensa de emoções.

Quando vejo alguém por aí em algum lugar qualquer que tenha esse seu tamanhinho, esses seus cabelos claros e a sua pele indecisa entre a “claridez” e a “morenice”. Meu coração se esmaga inteiro, quase para, vibra de felicidade, e depois de tudo isso, dói como se tivesse levado várias facadas ao perceber que não era você, que era só mais alguém que lembrava você. Não precisa ter exatamente a mesma aparência que você, basta um detalhe que aí você aparece em cheio na minha mente pra me torturar o resto do dia inteiro, e ainda aparece nos sonhos a noite. é insano. Ok, deve ser estranho eu estar aqui escrevendo sobre saudade e a capacidade do mundo de fazer com que tudo que eu veja me lembre você, mas até agora não falei qual a atitude que eu tomei para não sentir tudo isso, e é claro que eu fiz algo. É óbvio que eu fiz, não só uma, mas várias vezes. Às vezes até acho que não fiz o suficiente, mas o alarme de trouxa já está apitando faz uns dias, afinal, eu te chamei no whatsapp umas 6 vezes falando assuntos diversos, sobre como a saudade de você me doía inteiro e de como a sua voz faz muita falta aos meus ouvidos, e se meu coração tivesse ouvidos, ele também sentiria falta da sua voz.

É estranho sentir a falta de alguém assim, sabe? sentir a falta da presença, da risada, do olhar, do sabor, do toque, dos “nãos” fora de hora, dos toques indevidos, da provocação, do desejo, da vontade, da felicidade, da diversão, dos momentos a dois, dos conselhos, das dúvidas da saciadas, de tudo, até o que não devia. Eu não sei o que fazer sobre isso, eu sei que eu devia fazer mais, mas não sei como. Eu também sei que eu não devo esperar nada, a espera maltrata ainda mais. disso todo mundo sabe (menos o meu coração, aparentemente). Mas enquanto isso, vou ficar aqui sentindo a minha saudade até que ela passe.

Pedro Silva