Mallu Navarro

Ela é translúcida

Ela é, exatamente, o que você vê e não o que você acha. Não gaste sua imaginação com ela, não precisa supor absolutamente nada. Ela é o que é. Se ela fez, ela assume. Se ela disse, ela assina. Não existe meio termo, mas existe muito jogo de cintura. Ela compreende com excelência e escuta com filtros, extremamente calculados, que levam à conclusão mais coerente. Não tente adivinhar o que ela pensa, pergunte. E esteja preparado para a verdade. Leia mais

Já passaram pelo EM

Preciso falar sobre essa saudade

Minha mente insiste em ficar me assombrando com todas as coisas que eu nunca tinha reparado, mas que são quase todas feitas de você. Como uma música boba qualquer, os filmes dramáticos que você ama ou até aquele jogo bobo que você insistia em jogar e não satisfeita, ficava animada em me ensinar e dizer que eu era tão bom quanto um profissional (eu sei que eu era horrível), aquela comida estranha que aparentemente só você gosta e várias outras coisas aleatórias que pensava ser coisas que só você faria. Leia mais

Ester Chaves

Alguém vai dizer que o amor deles não era amor

Quando perguntam o motivo do rompimento, ele diz que não sabe a resposta. Diz que ainda está entendendo. Não sabe se o espanto de quem escuta isso é pela falta de lógica da explicação ou por não acreditar que estão separados. Quem viu o amor deles crescendo, não acredita que agora cada um vive num extremo da cidade. Quem viu o amor deles, dizia que era aquele “casalzão da porra”, que reacendia a fé no amor. Comparado às recentes uniões de novela, mal sabiam os espectadores, que o amor deles não tinha nada de cênico. Era dentro da normalidade louca que cada casal inventa para si. Leia mais

Andréa Góes

Quando chega um bebê

Cadê a vida que estava aqui?
Onde está meu eu, se não fui eu que escondi?
Em um imenso segundo tudo muda. É a morte e a vida caminhando lado a lado, a alegria e a dor partilhando o quarto, o parto, espatifando as expectativas aos prantos. Em cada canto, um cansaço.
Aço- as vezes acho que é disso que eu devia ser feita, defeito nenhum importa se eu estiver disponível e inteira- mas isso as vezes é imenso e pesado. Leia mais

Já passaram pelo EM

O que a gente faz com o sentimento que fica?

Foram noites inesquecíveis, sessões de cinema memoráveis (embora não lembre da metade dos filmes, me lembro dos beijos), almoços em família, tardes de chuva onde um cobertor abrigou a nossa história, e através de tudo isso fui construindo em mim uma galeria de momentos especiais, a exposição era gratuita, bastava alguém olhar em meus olhos e facilmente encontraria você. Leia mais

Já passaram pelo EM

Quando chega o tempo certo

Quando chega o tempo certo a gente entende e agradece por cada segundo errado. Errado não por não ter amor o suficiente, carinho o bastante ou a saudade necessária… errado por não ter a paciência necessária, o calar importante e a maturidade para aceitar que habitávamos caminhos diferentes, embora lado a lado. Leia mais

Mallu Navarro

Fique com quem respeita tuas imperfeições

Sabe aquele cara que não desiste, mesmo quando você força a barra?! Não que você deva apelar para testar o sentimento dele, você deve ser você, cheia de defeitos; se ele insistir em estar ao seu lado propondo-se a te ajudar a ser melhor, pode crer que as intenções são boas. Leia mais

Já passaram pelo EM

Carta dedicada à um coração inseguro

A insegurança basicamente é definida como um estado emocional onde nos sentimos inferiores, não nos enxergando como suficientes para algo ou alguém. Além dessa horrível sensação, ela sempre costuma vir carregada de medo e a vontade de desistir por não se achar capaz. E sabe o que é pior nisso tudo? Nós realmente damos ouvidos a ela e acreditamos nisso. E é aí que mora o maior problema. Leia mais