Jey Leonardo

Decidi seguir em frente e abrir mão do que só me feria

Olho pra trás e vejo que passei tempo demais negando carinho a mim mesmo. Não soube me abraçar em dias difíceis. Chorei pelo abandono de quem foi embora sem olhar para trás, sem perceber que eu estava me abandonando também.

Mas hoje, não. Hoje eu quero me despir do mundo. Eu sei que é tudo um jogo, mas eu não quero participar. Eu sou essa aqui que você tá vendo. No chão, mas só por hoje, amanhã florescerei. Hoje eu quero ver o lado bom de tudo. Eu quero o sol. Quero meus amigos. E se você vier me dizer que tá tudo meio bagunçado pro meu lado, eu vou concordar e sorrir. Sorrir porque não é a primeira vez que eu caio, e eu sempre me levanto. Sempre.

E se você me disser que o amor é um jogo patético, eu vou gargalhar e dizer que você diz isso por não conhecer as regras. Eu sei que agora o sol tá raiando. Passei um tempo de olhos fechados, e agora que os abri novamente a luz ainda os machuca um pouco, mas eu acostumo, tenho certeza.

Seguirei em frente. Decidi abrir mão do que só me feria. Finalmente entendi: nem sempre desistir é um fracasso. Às vezes, é um sinal de que a gente se ama tanto, mas tanto, que não pode ver nosso coração ser tão machucado e não fazer algo para mudar isso.

Drica Serra