Jey Leonardo

Sou pedaço teu que anda solto, coração que resolveu bater fora do corpo

Como pode me ter ainda tua íris
Se há muito meus olhos tu deixastes
Se há tantas noites que partistes
Como ainda no meu colo tão bem tu cabes

Durmas, pequena
Embala-te aqui em minha alma, que só em ti se faz tranquila
Entrega-te plena
Deixe-me a ti ser um pequeno instante, uma luz em meio ao dia

Ninguém mais poderia tão bem saber o caminho
Dos meus olhos, das minhas mãos, de toda a vida
É passarinho que sabe o galho em que jaz seu ninho

Espero que teu olhar um dia volte, um dia fique
Não interessa com quanta pressa nos encontremos na estrada
Em todo encontro farei a promessa de levar-te um pouco para casa

A casa que encontraste no aconchego do meu peito
Que tu mesmo ensinaste aonde estava e como eu chego
Vive agora nua sem tua conversa e teus trejeitos

Meu corpo reconhece teus desejos e teus anseios
Minhas roupas exalam tua vida e teu cheiro
Sou pedaço teu que anda solto, coração que resolveu bater fora do corpo.

Eden Picão