Marcos Bulhões

O que a gente faz com o sentimento que fica?

Foram noites inesquecíveis, sessões de cinema memoráveis (embora não lembre da metade dos filmes, me lembro dos beijos), almoços em família, tardes de chuva onde um cobertor abrigou a nossa história, e através de tudo isso fui construindo em mim uma galeria de momentos especiais, a exposição era gratuita, bastava alguém olhar em meus olhos e facilmente encontraria você. Leia mais

Marcos Bulhões

Quando chega o tempo certo

Quando chega o tempo certo a gente entende e agradece por cada segundo errado. Errado não por não ter amor o suficiente, carinho o bastante ou a saudade necessária… errado por não ter a paciência necessária, o calar importante e a maturidade para aceitar que habitávamos caminhos diferentes, embora lado a lado. Leia mais

Marcos Bulhões

Sexo sem compromisso, prazer sem cobrança
Sexo sem compromisso, prazer sem cobrança, gozar sem chorar….
A proposta é perfeita, a tática também, um direct, poucas palavras, pega o watts, comida preferida, série que mais gosta, nome dos pais, e em poucas palavras ambos já estão na cama, após o momento do paraíso chegar ao fim, Leia mais
Marcos Bulhões

Ao ex amor: obrigado por partir

Ao findar das angústias e noites em claro e o cessar das lágrimas insistentes que teimavam em cultuar nossa história póstuma, já não dói ouvir seu nome, a boca já não seca ao ver suas fotos, e o coração não dispara ao ver você. Leia mais

Marcos Bulhões

Não desista do amor, você é a resposta da oração de alguém

O que os lábios escondem os olhos entregam. Com a boca nós sorrimos e garantimos que tudo está bem, mas somente os olhos sabem quantas lágrimas brotam e percorrem o rosto que no escuro se fecha, lentamente as lágrimas se precipitam ao travesseiro, como um suicídio melancólico, mas que não saram as dores da alma, não respondem os “por quês” e não cessam a solidão. Leia mais