Jey Leonardo

A vida passa rápido demais, às vezes é preciso pausá-la

Sentei no chão.

No vazio da sala e em meio a todo meu caos. Fechei os olhos.

Os carros passando eram ensurdecedores. As vozes da cidade sempre falaram alto demais. Mais alto que o sabor das alegrias e tristezas. Em algum momento você percebe o quão em vão tem sido a vida. Um amontoado de pensamentos e atos que trilham caminhos sempre inesperados.

Tentamos controlar. Mas até o controle da tv está sem bateria. A vida seleciona os canais e vamos vendo tudo passar diante dos nossos olhos. É tudo tão rápido. É preciso pausar.

E aqui me encontro, sentado no chão, sentindo o gosto de chocolate comido à 15 minutos. A sensação de prazer ainda corre nas minhas veias, desacelera as ruas, os carros, os pensamentos, a vida.

Meu coração pulsa. Leve.

Minha respiração se lembra do cheiro do meu primeiro amor. Lembranças perdidas no cinza do dia a dia. Por que sempre esquecemos as coisas boas? Por que os erros marcam mais nossa alma? Algum aprendizado foi deixado pra trás, talvez em alguma aula de filosofia cabulada no ensino médio.

Mas agora, com todo esse caos ao meu redor e toda essa ordem de pensamentos e sentimentos, consigo discernir melhor. A tristeza e as amarguras escorrem pelo rosto em uma lágrima que ousou fugir dos meus olhos.

Meu olhar está desperto. Agradeço a psicóloga e saio.

Sorrindo.

Noyuke Silva

Leia mais em @entrenoys